segunda-feira, 27 de julho de 2009

O mundo na mochila

Eu nunca andei por aí com medo de ser roubado. Já fui já, mas nunca foi nada demais mesmo porque eu não tenho porra nehuma pra levarem. Só que hoje eu tive medo, muito medo. Lá na biblioteca tem a coleção da americana National Geographic e da francesa GEO. Tem várias lá, umas bem antigonas e outras um pouco mais novas. Esses dias caiu um mapa de dentro de uma national quando eu estava as arrumando e era um mundi de 1988. Achei animal, tá lá a União soviética, as duas alemanhas, ele é quase do meu tamanho. Pedi pra bibliotecária e ela me deu. Aí hoje tava sossegado lá e eu comecei a fuçar nelas, encontrei 51 mapas. Do Afeganistão, Tailândia, Paris, Toulouse, uns dois solares e mais um monte. Foi aí que eu entrei na nóia, pirei e pedi de novo, e ela me deu. Ela falou que ninguém liga pra eles e que essas revistas já ficaram no colégio antes de irem pra biblioteca da faculdade e ninguém levou um mapa, e eles ficam soltos nas revistas, dobrados lá dentro. Cambada de inocentes juvenis criados a leite com pêra. Então eu voltei pra casa com a mochila bombada de mapas e com medo de encontrar um vida loka geográfico que soubesse da minha riqueza e viesse me guentar. Graças a Deus não fui abordado no caminho e eles estão aqui comigo.

GEO
















NATIONAL GEOGRAPHIC















Perguntado sobre o que eu faria com tanto mapa eu respondi que não sei, porém estou tão feliz.

12 comentários:

Camilla para os menos íntimos... disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Camilla para os menos íntimos... disse...

Eu lembro desse dia, do dia que vc me contou que deixou cair de dentro da revista o primeiro mapa e realmente vc se emocionou, ficou empolgadíssimo e a minha pergunta foi tb empolgada:
- vc roubou???
e vc me respondeu:
- não. eu pedi e a bibliotecária me deu!
exclamei decepcionada:
- ah tá!
Eu teria roubado pelo simples fato da adrenalina e pelo furto mesmo.

Mas de fato o que vc vai fazer com eles, usar como papel de parede no seu quarto?

Eduardo Araújo disse...

“... Naquele Império, a Arte da Cartografia atingiu uma tal perfeição que o mapa duma só Província ocupava toda uma Cidade, e o mapa do Império, toda uma Província. Com o tempo, esses Mapas Desmedidos não satisfizeram e os Colégios de Cartógrafos levantaram um Mapa do Império que tinha o tamanho do Império e coincidia ponto por ponto com ele. Menos Apegadas ao Estudo da Cartografia, as Gerações Seguintes entenderam que esse extenso Mapa era Inútil e não sem Impiedade o entregaram às inclemências do Sol e dos Invernos. Nos Desertos do Oeste subsistem despedaçadas Ruínas do Mapa, habitadas por Animais e por Mendigos. Em todo o País não resta outra relíquia das disciplinas geográficas”. [Jorge Luis Borges, "Do Rigor na Ciência", in "História Universal da Infâmia"]

.leticia santinon disse...

indescritível a sensação de portar um mapa desatualizado, vá se tratar moleque!

Camilla para os menos íntimos... disse...

kkkkkkkkkkkkkkk... eu tb acho que vc precisa de um tratamento intensivão!

FABI disse...

Ficaria bem legal colado na parede, tipo papel de parede (ideia da Camilla)...

Bola, o André disse...

Perdoe-as, elas não sabem o que falam....

Se eu fosse o vida loka na rua ia roubar o tesouro, sem mapa...

imagina um mapa do tesouro pra achar um mapa, que é um tesouro??? qual ia valer mais?? o mapa que leva ao tesouro, que é um mapa, ou uma mapa que é um tesouro???


hein hein...

Juliana Cruz disse...

hahahahahahhahahahaha

marcela disse...

na falta de uma utilidade, vc pode come-los com farinha.

FABI disse...

Bola - vale mais aquele que tiver mais utilidade p/ o roubador... ele pode roubar o mapa do tesouro e não saber ler (culpa do sistema, né Camilla).
Ou pode roubar o mapa que é o tesouro que achou com o mapa do tesouro e não saber p/ que serve e acabar comendo com farinha (ideia da Marcela) já que não tem mais nada p/ comer em casa pq cortaram o bolsa família (culpa do sistema de novo, né Camilla)...
A minha idéia é vc vender os mapas no e-bay, comprar 2 casas e dar uma p/ mim. Essa seria a melhor ideia de todas!!!

deliciabbg disse...

cara eu sei o q vc sentiu.poxa eu tbm ando fuçando todos os cantos p ver se acho algo q me faça entender o passsado p melhor compreender o presente.ñ sei se sua emoçao é p esse motivo ou p outro,mas o q importa é q qndo encontamos algo q tem valor q,no entanto,a maioria ñ aprecia percebemos q fomos os primeiros a dar real importancia p aqlo,q ñ seja o lixo!

Cleyton disse...

Que bonito, Dudão. É que vc achou mapas. logo você encontra a bússola e viaja por aí. =D