sábado, 24 de julho de 2010

Jan Saudek

75 anos, theco. Fotógrafo e muito famoso. Pinta suas fotos dando a impressão de serem retratos do século passado. Ele e seu irmão gêmeo escaparam do campo de concentração na Polônia onde o Dr.Mengele fazia suas experiências de raça ariana pro Hitler. Tem quem acha que ele é perverso e nojento, tem quem o ame. Nunca tinha visto mais gordo, baixei faz um tempo o documentário dele produzido pelo seu amigo Albert Zika que encontrei por acaso. Assisti agora e pirei. Pirei. Animal, o véio é louco. Diz umas coisas bem insanas mesmo, tipo essa que se o filho sentisse atração por ele e ele pelo filho, e os dois sentissem vontade de fazer amor sem nenhum tipo de pressão, ele toparia. Foi o maior adúltero da história da República Tcheca, quiçá Thecoslováquia. Comeu todas as mulheres que tem por lá e outros nos intervalos. Poucas vezes vi alguém tão sincero, chega a assustar. Isso não dá pra ninguém dizer do cara, ele sempre contou pra todas suas mulheres que o negócio dele é baderna, orgia e os caralho. Ele diz que gosta de fotografar as pessoas pra provar que todas, todas sem excessão, são bonitas. Achei lindo.








120 km por hora





Primeiros Passos





O mundo do homem

A comparação



O Amor




O Santo (Esse é o Saudek)



Amantes



A Família



Eu gosto de te carregar em meus braços



O fim da orgia





Nova vista da minha janela






Uma pequena nuvem de ouro passou a noite no seio de um precipício gigante



A menina que amei (Ela tinha mais que a metade do corpo queimado)

4 comentários:

dedoverde disse...

Gostei de conhecer o Saudek e já virei fã.

Marcio disse...

Eu assisti a esse documentário também..O cara é bem polêmico...Cada louco com a sua visão né...eu gostei!

Cleyton Cabral disse...

Um primor.

Sylvio de Alencar. disse...

Estive aqui, vindo do Face, através de uma foto postada lá; e de um link para o google e de lá para cá.

Parabéns.