terça-feira, 1 de setembro de 2009

O virtual não afaga

Bebi um pigado. Abri as janelas e liguei os computadores. Pensei em você. Atendi, digitei, reiniciei. O pc. Carreguei 44 caixas de livro. Descarreguei as 44. Cheguei em casa. Não me importei com o celular. Fiquei sabendo. Sentei na cama. O tio chamou. Ajudei o tio. Fumei um cigarro. Comi. Quis te abraçar. Fiz o trabalho da escola. Tocou a mesma música sem pausa. Fui pra escola. Voltei da escola. Torci. E continuo torcendo para que você esteja sendo abraçada. Agora. E sempre.

9 comentários:

Tatiana Lazzarotto disse...

Afaga sim.

Ana disse...

Coisa mais gostosa!

.lucas guedes disse...

nessas horas um post substitui um abraço. fica aqui também o meu.

Marcela Paiva disse...

parece eu adolescente

Eduardo Araújo disse...

Você escreve bonito demais, meio assim, quase sem querer, mesmo nos posts mais herméticos, curtos e sentimentais, típicos dos Santinons

.leticia santinon disse...

É bonito esse texto e eu sei que é sincero. Aliás, não só eu, mas a quem interessa.

FABI disse...

Quem não se sentiria bem depois de ler um texto assim??

Palavras tbm confortam, afagam e fazem bem!!

sueli aduan disse...

de uma delicadeza imensa.!!!
gostei muito, muito.

Marilia Ferreira disse...

o texto é lindo sim...mas sabe, concordo com o titulo, nada, nada substitui o contato...senit alguem de verdade te abraçando...vc sentir parte por parte encostando em vc...depois soltando o peso do corpo...dando um cheiro...

é outraaa coisa!